28 novembro 2013

English as a Second Language in Minnesota - Au Pair

Gente, realizei que eu nunca falei sobre minha escola aqui. Então, vou aproveitar que hoje é Thanksgiving e eu estou empolgadinha. 

Bom, não é segredo para ninguém que meu inglês era praticamente inexistente quando cheguei nos EUA. Na verdade, fiz seis meses do curso Say It! na Cultura Inglesa, mas nem é necessário explicar o porquê seis meses não são suficientes para aprender outra língua, né? Especialmente se as aulas forem de duas horas por semana. Mas, com toda certeza do universo, se não fossem os seis meses de curso as coisas teriam sido piores no início. 

Na training school, em New York, Deus teve misericórdia e clareou minha mente para eu entender o que a professora falava. Lembro da minha cabeça doer à noite, pois eu não podia desviar minha atenção da aula nem para meu cérebro respirar por 3 segundos, senão eu perdia o fio da meada. E o mais interessante de tudo isso é que eu era uma das alunas mais participativas, respondia perguntas e ajudei meu grupo a ganhar um quiz. Acho que um dos principais fatores que contribuíram para meu "bom" desempenho na training school é que eu não via as brasileiras e não tinha com quem conversar em português. Minhas colegas de quarto eram uma alemã e uma francesa, na minha classe 80% era alemão, 10% Spanish speaker, 8% de diferentes países europeus, uma chinesa  e apenas eu Portuguese speaker. 

Então, diante disso, uma das primeiras coisas que fiz quando cheguei em Minnesota foi procurar um curso de inglês para fazer. O Internacional Education Center foi uma dica da minha host mom. A escola é exclusiva para imigrantes e refugiados (o que por sinal tem demais em MN, quero dizer, em todo os EUA). A escola é um dos locais mais interessantes que já estive. Conheci pessoas de lugares que nem sabia que existiam (#shame). Me sinto dentro de um caldeirão cultural quando estou lá e aprendo muito sobre o mundo. Minha professora é uma graça, muito simpática, polite e parece amar o que faz. 

Minneapolis
Duas turmas reunidas para celebrar o Thanksgiving 

O único ponto "negativo" para quem precisa aprender inglês em um ano é que, obviamente, os colegas de classe também não possuem um bom nível de inglês e isso atrasa o aprendizado do dia a dia, se comparado com o envolvimento direto com americanos (numa faculdade, por exemplo). 

Pontos positivos:
- Bons professores
- Boa localização
- Diversas opções de classe, como preparação para TOEFL e para conseguir o Green Card. 
- Conhecer gente do mundo inteiro com muita história para contar. 

Pontos negativos: 
- Poucos English speakers nativos. 


Caso se interesse, o contato para agendar o teste de nivelamente é:
1128 Harmon Place
Minneapolis, MN 55403
hbegna@iecminnesota.org
612-871-6350


View Larger Map